Copyright © 2016 Escola de Inovação. Todos os direitos reservados.

Porto Alegre/RS

  • Sérgio Gualdi Ferreira da Silva Filho

O mito de pensar fora da caixa


Muitas pessoas acreditam que a inovação surge do ato de pensar fora da caixa. Mas, o que significa pensar fora da caixa? Se pensar fora da caixa significa ter ideias totalmente diferentes e fora de um contexto organizacional, não me serve! Gerar ideias que estejam fora do core business e que não representem uma oportunidade de adentrar em mercados correlatos ao atual de nada adiantam. As ideias devem estar alinhadas aos desafios atuais ou futuros da empresa. Gerar ideias simplesmente para contabilizar indicadores de nada adianta. Aliás, é perda de tempo e dinheiro, além de gerar desmotivação nos envolvidos com o processo.

As ideias devem ser geradas com base no papel que a inovação cumpre ou irá cumprir na consecução da estratégia do negócio. Por isso é importante realizar a conexão ente estratégia do negócio e estratégia de inovação. A estratégia de inovação e os desafios propostos são a caixa, o contexto que deve guiar a geração de novas ideias. Para inovar tem que ter estratégia!

Agora, se pensar fora da caixa significa pensar diferente, mas levando em consideração o contexto, ok, me serve! Contudo, tenho vivenciado e evidenciado que o direcionador no momento de gerar ideias é fundamental para atingir mais e melhores resultados. Por exemplo: uma empresa que realiza uma campanha de inovação híbrida sem temas definidos corre o risco de receber ideias vinculadas a aumentos salariais, contratação de plano de saúde para os colaboradores, mudanças de cargo ou promoções, além de reclamações diversas e pedidos de descontos. O que efetivamente não acontece quando se tem uma estratégia de inovação definida e temas estipulados que farão o papel da caixa no momento da ideação. A caixa é o contexto e as pessoas devem gerar novas ideias dentro dos temas de interesse da empresa.

Até a próxima reflexão inovadora!

#inovação #estratégia

1 visualização