• Sérgio Gualdi Ferreira da Silva Filho

Inovação é um esporte coletivo


O mundo mudou drasticamente nos últimos anos e, obviamente, isso ocorrerá de forma continuada e cada vez mais acelerada. A empresa que outrora investiu pesado em eficiência operacional e redução de custos para a obtenção da posição de líder em seu setor de atuação, hoje sabe que o processo enxuto apenas lhe permitirá sobreviver. Quem não tem qualidade está automaticamente fora do jogo. Mas a diferenciação só é possível através da inovação.

Inovação é prioridade número 1 na maioria das grandes organizações e os líderes buscam, cada vez mais, atrair e reter pessoas com perfil inovador. O inovador é um cara desbravado, curioso, que busca derrubar a cada dia o status quo, além de, é claro, possuir competências fundamentais para possibilitar que a roda da inovação gire de forma harmônica e sinérgica dentro da empresa.

O processo de inovação, ilustrado pela figura abaixo, normalmente é gerenciado por um time de inovação. O que muitos gestores desconhecem é que a premissa de colocar as pessoas certas nos lugares certos também vale para a estruturação deste time, que deve ser formado por colaboradores com perfis diferentes, embora complementares.

Como percebemos ao analisar o processo de inovação, existem fases que demandam de mais criatividade e fases que demandam de mais capacidade de execução. Contudo, algumas outras competências também são fundamentais para inovar: questionar a todo momento, investigar o que é necessário, exercitar a empatia, fazer novas descobertas, praticar a colaboração, aprender rápido, mas, acima de tudo, não ter medo de errar e de colocar a mão na massa.

Como a inovação depende diretamente do nível de originalidade do projeto, qualquer equipe estará à frente de desafios únicos. Fazer coisas novas se transformarem em realidade e conquistar a aceitação do mercado para monetizar a iniciativa é o que toda organização inovadora deseja.

A jornada da inovação não é fácil, mas vale à pena começar dando um pequeno passo. Não perca tempo! Quanto mais uma empresa trabalha para o presente, menos o futuro lhe será promissor. Pense no amanhã, trabalhe para o amanhã para que, quando ele chegar, os resultados sejam incríveis.

Até a próxima reflexão inovadora!

#processodeinovação #inovação #competênciasdoinovador #equipe

6 visualizações

Copyright © 2016 Escola de Inovação. Todos os direitos reservados.